Cemap-Interludium

Reflexões anticapitalistas

Download do artigo em formato PDF
Enviado por Danilo Nakamura em: 4 - janeiro - 2013 3 Comentários

Por um verdadeiro estado de emergência 

 

Minicurso sobre Walter Benjamin

 

O coletivo – Interludium, reflexões anticapitalistas – tem o prazer de divulgar nesse site as cinco aulas do minicurso sobre o pensamento do filósofo alemão Walter Benjamin, organizado pelo grupo Desvios entre abril e maio de 2010. O curso contou com especialistas e/ou professores que estudam e se simpatizam com pensamento do autor (Isabel Loureiro, Gilberto Bercovici, Carlos E. J. Machado,  Jeanne Marie Gagnebin, Maurício Cardoso, José Sergio Fonseca, Jorge Grespan e Paulo E. Arantes) e com um imenso público.

Cartaz do curso 

arte: Uiran gebara
diagramação: Tamara Tarasiuk

Texto de abertura do curso

O que significa ler Walter Benjamin hoje?

Walter Benjamin já havia diagnosticado com precisão a “pobreza de experiência” do mundo contemporâneo. Guerra mundial e ascensão do nazismo faziam do estado de emergência uma regra. Hoje sabemos que para a destruição da experiência e para o estado de emergência como regra, “a pacifica” existência cotidiana nas nossas grandes cidades é o suficiente.

 Iniciamos nosso curso “Por um verdadeiro estado de emergência” com essas palavras do filosofo italiano G. Agamben a fim de nos questionarmos: O que significa ler Walter Benjamin hoje? Crítico do romance alemão, leitor atento de escritores franceses como Proust e Baudelaire, historiador da modernização urbanística européia, pensador do fim dos modos de vida comunitários, teórico da filosofia da história universal negativa e/ou da história fragmentária que vê nos fracassos do passado um “encontro secreto” com nosso presente… Onde ele ainda pode ser considerado nosso contemporâneo?

 Pela multiplicidade de objetos investigados e pela multiplicidade de influências que o pensador alemão absorveu ao longo de sua vida, acreditamos estar diante de um pensamento de difícil interpretação e classificação: judaísmo messiânico, romantismo revolucionário, marxismo heterodoxo… Ou seria uma articulação de todos esses “ismos”.

 Enfim, nós – grupo desvios – acreditamos que longe de simples classificações, será nossa capacidade de dar ouvidos as exigências teóricas e políticas do presente que responderá em que medida Walter Benjamin está do nosso lado.

 

 

 

 

PDF Printer    Enviar artigo em PDF   

Artigos relacionados:

  1. Jornadas do outono francês – Apontamentos sobre o atual estado da luta de classes na França
  2. Saídas de emergência
Categorias: Cultura

3 Comentários

  1. Planeja-se tornar disponível o video ou áudio?

    parabéns pela iniciativa, abração!

  2. Danilo Nakamura disse:

    Já estão disponíveis no site as aulas 1, 2, 3 e 4. A Aula 5 estará disponível até amanhã.

  3. Fátima Costa de Lima disse:

    Este projeto se torna em 2013 uma fonte
    indispensável para pensarmos o “estado de
    emergência” brasileiro.

Envie um comentário

*