Menu fechado

Plantão desnecessário nas escolas municipais

Desde que começou a quarentena por causa do covid19, o secretário de Educação de São Paulo, Bruno Caetano, determinou que as escolas municipais não podiam ficar vazias. Durante todos os dias da semana, mesmo sem aulas e sem alunos, três servidores da secretaria devem permanecer de plantão nas instalações. A ordem vai contra o próprio objetivo da quarentena, ao pôr em risco professores e funcionários em plantões desnecessários e tem provocado muitos protestos.

A Rádio Brasil Atual transmite neste dia 9, entre as 7 e as 9 da manhã, a reportagem Plantão nas Escolas Municipais durante a Quarentena!, em que dá mais detalhes da situação, com entrevistas de alguns profissionais da Educação contrários a essa atitude do secretário.

A instrução normativa da secretaria, de março, determina que devem permanecer de plantão nas escolas, em sistema de rodízio, um servidor da equipe de Gestão, que pode ser o diretor da escola, o assistente de direção ou o coordenador pedagógico, e dois auxiliares técnicos de ensino, que são os inspetores de alunos. A ordem contraria o sentido da quarentena, pois não há nenhum objetivo que justifique o risco para a vida e a saúde desses profissionais, já que as atividades pedagógicas estão sendo realizada pelo sistema de ensino à distância, com professores e alunos em suas casas.

A reportagem da Rádio Brasil Atual também será transmitida pela TVT. Se você preferir assistir na TV, veja as instruções para sintonizar. Não perca!

Você pode se interessar por: