Menu fechado

Greve geral contra a reforma da Previdência

A greve geral contra a reforma da Previdência e os cortes na educação deve parar hoje todas as capitais e boa parte das grandes e médias cidades do país. Em assembleias realizadas durante os últimos dias, várias categorias de trabalhadores e estudantes em todo o país decidiram aderir à paralisação convocada conjuntamente pelas centrais sindicais e movimentos populares, como as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Além de panfletagens e piquetes em portas de fábrica e locais de trabalho, mais de 200 cidades têm manifestações, passeatas e atividades marcadas.

Organizada pelas centrais sindicais CUT, CTB, Força Sindical, CGTB, CSB, UGT, Nova Central, CSP- Conlutas e Intersindical,) de forma conjunta, com apoio de movimentos populartes, a greve foi anunciada no ato unificado do 1º de Maio. Entre as categorias que aprovaram entrar em greve em assembleias, além de estudantes e professores, estão bancários, metalúrgicos, químicos, portuários, trabalhadores rurais, agricultores familiares, metroviários, motoristas, cobradores, caminhoneiros, trabalhadores da educação, da saúde, da área de água e esgoto, dos Correios e da Justiça Federal, eletricitários, urbanitários, petroleiros, enfermeiros, vigilantes e servidores públicos federais, estaduais e municipais.

Confira os locais e horários das manifestações já marcadas em todo o país na lista abaixo. Mudanças de última hora podem ser checadas no site da CUT.

As mobilizações pelo país

Acre

Em Rio Branco, a mobilização começa com piquete no local de trabalho de algumas categorias às 7 horas. Depois, tem ato na Praça da Revolução, no centro da capital, às 9 horas, de onde sairá uma passeata em defesa da Previdência pública e solidária e da educação pública e mais empregos. À noite, no Cine Recreio estão marcadas atividades culturais e show na Gameleira.

Alagoas

Em Maceió, a concentração será às 15h na Praça do Centenário. Alagoanas e alagoanos também vão se manifestar contra a intenção do governo de privatizar o setor de saneamento básico, o que inclui a distribuição de água à população.

Amapá

Em Macapá, as categorias iniciam a paralisação às 8 horas. E às 15 horas haverá um ato “Lula Livre” na Praça da Bandeira.

Amazonas

Em Manaus, o ato está marcado para as 15h, na Praça da Saudade.

Bahia

Em Salvador, o ato político será às 14 horas na Rótula do Abacaxi.
Também há manifestações previstas nos municípios de Alagoinhas, Barreiras, Camaçari, Candeias, Catu, Conceição do Coité, Cruz das Almas, Eunápolis, Feira de Santana, Guanambi, Ilhéus, Ipirá, Itabuna, Itamaraju, Itapetinga, Juazeiro, Jacobina, Jiquié, Mucuri, Oliveira dos Brejinhos, Paulo Afonso, Pojuca, Porto Seguro, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, São Desidério, São Sebastião do Passé, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Urandi, Valença e Vitória da Conquista.

Brasília

O Plano Piloto não terá transporte público. Os cerca de 12 mil rodoviários, condutores e cobradores aprovaram em assembleia que cruzarão os braços por 24 horas. Também não haverá um grande ato político, mas os sindicatos organizaram aulas públicas, assembleias, piquetes e panfletagens.

Ceará

Em Fortaleza, além das paralisações, está marcada a Marcha Estadual da Classe Trabalhadora contra a Destruição da Previdência na Praça da Bandeira, no Centro, a partir das 10h30.
Outros municípios que marcaram ato políticos são Altaneira (9 horas, no Calçadão), Aquiraz (7h30, na rodoviária), Barreira (8h30, na Praça dos Taxistas), Beberibe (8 horas, Câmara dos Vereadores), Canindé (7 horas, Posto Estrela), Cascavel (8 horas, Praça de São Francisco), Caucaia (8 horas, Praça da Matriz), Chorozinho (9 horas, Praça da Escola Padre Enemias), Crateús (7 horas, Praça da Matriz), Horizonte (7 horas, Estádio Domingão), Icó (8h30, sede do Sindicato dos Servidores Municipais), Iguatu (8 horas, Praça da Caixa Econômica Federal), Iracema (7 horas, Praça Casimiro Costa Moraes – Mangueira), Itapipoca (8 horas, Praça do Cafita), Jaguaribara (7 horas, Escola Estadual Liceu), Juazeiro do Norte (7h30, Crede, rua São Pedro com Rua Rui Barbosa), Jucás (8 horas, Praça Getúlio Vargas), Limoeiro do Norte (8 horas, no INSS), Madalena (8 horas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais), Maracanaú (8 horas, Praça da Estação de Maracanaú), Milhã (8h30, sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais), Monsenhor Tabosa (8 horas, Sindicato dos Servidores Públicos), Nova Russas (8 horas, Praça da Macavi), Pacujá (8 horas, sede do Sindicato dos Servidores Municipais), Quixadá (8 horas, Praça da Catedral), Russas (8 horas, Secretaria da Saúde), Senador Pompeu (8 horas, Praça da Juventude), Sobral (8 horas, Praça de Cuba), Tabuleiro do Norte (8 horas, Igreja Matriz), Tauá (8 horas, EEM Liceu Lili Feitosa) e Trairi (8 horas, Sindicato dos Servidores Municipais).

Espírito Santo

Em Vitória, haverá ato às 13 horas na frente da Federação das Indústrias (Findes), na Avenida Reta da Penha. De manhã, concentração da comunidade acadêmica da Ufes no Portão Norte, na Avenida Fernando Ferrari, campus de Goiabeiras.

Goiás

Em Goiânia, haverá manifestação às 10 horas, no Coreto da Praça Cívica.
Também haverá mobilizações em Cidade de Goiás (8 horas, Praça do João Francisco), Formosa (8 horas, Praça Anísio Lobo), Itapuranga (8 horas, Centro Cultural Cora Coralina), Jataí (concentração às 9 horas no Sintego) e Silvânia (8 horas, na Feira Coberta Central).

Maranhão

Em São Luís, manifestação em frente ao campus do Bacanga, na UFMA, às 5 horas. E às 13 horas, ato público na Praça Deodoro.

Mato Grosso

Cuiabá terá concentração do protesto na Praça Ipiranga, a partir das 14 horas.

Mato Grosso do Sul

Em Campo Grande, a concentração começa às 9 horas, na Praça do Rádio Clube.

Minas Gerais

Belo Horizonte faz ato unificado das centrais e sindicatos às 11h, na Praça Afonso Arinos.
Também haverá mobilizações em Governador Valadares (8 horas, Mercado Municipal), João Monlevade (14 horas, na Praça Domingos Silvério – Praça dos Aposentados), Juiz de Fora (9 horas, Parque Halfeld), Lavras (16 horas, Praça Dr. Jorge), Mariana (15 horas, Terminal Turístico, com passeata e ato cultural às 18 horas na Praça Gomes Freire) e Ouro Preto (15 horas, ato na Barra, seguido de passeata e ato cultural às 18 horas na Praça Tiradentes.

Pará

Belém terá ato às 10 horas, na Praça da República.

Paraíba

Em João Pessoa, haverá paralisações desde cedo e um ato público às 15h, na Lagoa. Campina Grande terá uma concentração, a partir das 7 horas, no portão principal da UFCG
Também haverá mobilizações em Cajazeiras (8 horas, na Praça Coração de Jesus, e a partir das 17 horas, Sarau Pelo Direito de Se Aposentar, na Praça do Leblon), Guarabira (14 horas, Kiberg – Praça Lima e Moura, com marcha pelo centro a partir das 16 horas), Itambé e Pedras de Fogo (9 horas, em frente à Igreja Matriz de Pedras de Fogo), Patos (8 horas, Praça Edivaldo Mota, seguida de passeata), Rio Tinto (6 horas, concentração no Campus IV da UFPB, seguida de passeata e atividades culturais durante o dia), Sapé, Sobrado, Riachão do Poço e Mari (ato conjunto, passeata e atividades culturais) e Sousa (7 horas, Igreja Sant’Ana).

Paraná

Curitiba começa a concentração às 11 horas, em Frente ao Palácio Iguaçu, e segue em caminhada para a Praça Santos Andrade. Em Foz do Iguaçu, o ato será no Bosque Guarani (ao lado do TTU).

Pernambuco

Recife faz manifestação às 14 horas, no cruzamento da Rua do Sol com a Rua Guararapes, no Centro.

Piauí

Em Teresina, a concentração está marcada para as 8 horas no INSS, próximo à Praça Rio Branco.

Rio de Janeiro

Na capital, a concentração para o ato unificado começa às 15 horas, na Candelária, e será seguido de caminhada para a Central do Brasil. Também haverá aulas públicas a partir das 11 horas no Calçadão de Campo Grande, Taquara, Saens Peña, Antero de Quental e Largo do Machado. E às 13h30, na escadaria da Assembleia Legislativa, aula pública sobre a reforma da Previdência, com Elaine Behring.
Outros municípios que marcaram ato políticos são Angra dos Reis (5 horas, em frente à ampla sindical), Arraial do Cabo (9 horas, Praça do Guarani), Arco da Reduc (7 horas), Barra do Piraí (9 horas, Largo), Barra Mansa (9 horas, Praça da Matriz), Cachoeiras de Macacu (9 horas, Rodoviária), Campos dos Goytacazes (15 horas, no Pelourinho, em frente à Caixa Econômica), Duque de Caxias (10 horas, Praça do Relógio), Itaperuna (15h30, Pracinha da Rodoviária), Macaé (8 horas, Calçadão da Avenida Rui Barbosa), Mendes (9 horas, aula pública, e a partir das 10h30 ato e passeata), Niterói (14 horas, Barcas), Petrópolis (17 horas, Praça da Inconfidência), Região dos Lagos (15 horas, Praça Porto Rocha), Rio das Ostras (10 horas, Praça José Pereira Câmara), Sul fluminense (17 horas, Praça Juarez Antunes em Volta Redonda), Valença (17 horas, Rua dos Minérios) e Volta Redonda (5 horas, porta da CSN).

Rio Grande do Norte

Em Natal, o ato político será na calçada do Midway, às 15 horas, e vai terminar com um show na Praça de Mirassol.
Também há manifestações marcadas nos municípios de Açu (7h30, ao lado do INSS), Angicos (15 horas, rodoviária), Apodi, Caicó (7h30, Praça da Alimentação, centro), Canguaretama, Caraúbas, Fernando Pedrosa (Sindicato dos Trabalhadores Rurais), Mossoró (7 horas, assembleia de professores na sede do sindicato; 15 horas, lateral da Igreja da Matriz de São Manoel), Pau dos Ferros e São Paulo do Potengi.

Rio Grande do Sul

Em Porto Alegre, a concentração começa às 17 horas, seguida de ato às 18 horas, na Esquina Democrática, no centro.
Também haverá mobilizações em Alegrete (9h30, Praça Nova, com passeata), Caxias do Sul (16h30, Praça Dante), Cruz Alta (9h30, Praça da Matriz), Erechim (14 horas, Praça dos Bombeiros, com caminhada até o INSS), Farroupilha (10 horas, Praça Central), Frederico Westphalen (14 horas, Praça da Matriz), Ijuí (9 horas, Praça da República), Lajeado (8h30, Avenida Piraí, São Cristóvão, seguida de caminhada), Osório (8 horas, Instituto Federal, seguida de caminhada até o Largo dos Estudantes, onde durante todo o dia haverá atos e manifestações), Pelotas (14 horas, concentração no Mercado Público, seguida de atos e manifestações), Rio Grande (17 horas, Largo Dr. Pio), Santa Cruz do Sul (8 horas, Praça Getúlio Vagas), Santa Maria (16 horas, Praça Saldanha Marinho), Santa Rosa (8h30, Praça da Independência, e 17 horas, Praça da Bandeira), Santo Ângelo (9h30, concentração da Praça da Catedral; 11 horas, caminhada até a agência do INSS; 15 horas, mateada da Cidadania junto à catedral, com apresentações culturais; e 19h30, aula pública na URI) e Três de Maio (9h30, Praça da Matriz, seguida de caminhada e ato público da Praça da Bandeira).

Rondônia

Em Porto Velho, o ato político começa às 8 horas, na Praça das 3 Caixas d’Água.

Roraima

Em Boa Vista estão marcadas várias atividades. Às 6 horas haverá um café da manhã coletivo na Universidade Federal de Roraima (UFRR) e às 7h30, um ato na frente do Ibama. A partir das 13h30 ocorrerá a concentração no portão da UFRR (Entrada da Avenida Ene Garcez), seguida de passeata para o ato “Contra a Reforma da Previdência”, na Praça do Centro Cívico, às 16 horas. Das 18 horas em diante está previsto o show musical e cultural “Nenhum Direito à Menos”.

Santa Catarina

Em Florianópolis, as atividades começam às 8 horas, na Praça de Lutas (ao lado do Ticen), e continuam com uma passeata, a partir das 11 horas, até o centro. O ato unificado será às 16 horas, com concentração na Praça de Lutas.
Também há manifestações marcadas nos municípios de Abelardo Luz (8 horas, Praça Municipal), Blumenau (10 horas, Praça do Teatro Carlos Gomes), Caçador (14 horas, Praça Nossa Senhora Aparecida), Canoinhas (16 horas, Praça Osvaldo de Oliveira – Igreja Matriz), Chapecó (9 horas, Praça Coronel Bertaso), Criciúma (9 horas, Praça da Chaminé), Dionísio Cerqueira (9 horas, Salão Paroquial), Faxinal dos Guedes (13h30, Praça Municipal), Irati (13 horas, Praça Municipal), Itajaí (13 horas, Praça Arno Bauer), Itapema (15 horas, Praça da Paz), Joaçaba (8h30, Praça da Prefeitura), Joinville (9 horas, Praça da Bandeira), Maravilha (8 horas, Praça Matriz), Passos Maia (8 horas, Praça Municipal), Pinhalzinho (9 horas, Praça Central), Rio do Sul (9 horas, em frente à rodoviária), Santiago do Sul (16 horas, Praça Municipal), São Carlos (10h30, Praça Matriz), São Domingos (9h30, Praça Central), Sul Brasil (7h30, Praça Municipal), Xanxerê (13h30, Praça Tiradentes), Xaxim (8 horas, Praça Frei Bruno).

São Paulo

Na capital, o ato unificados das centrais sindicais e dos movimentos populares será às 16 horas, no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, 1578. Mais cedo, às 11 horas, haverá um ato nacional das centrais em frente ao INSS de São Paulo.
Outros municípios que marcaram ato políticos são Americana (10 horas, Praça Basílio Rangel), Araraquara (16 horas, Praça Santa Cruz), Bauru (9 horas, em frente à Câmara Municipal), Bragança Paulista (10 horas, Praça Raul Leme), Campinas (A partir das 10 horas, concentração no Largo do Rosário – Marielle Franco, com intervenções artísticas e culturais e produção de cartazes ao longo do dia. O ato político começa às 17 horas e será seguido de passeata), Itapeva (14 horas, Praça Anchieta), Itapevi (9 horas, Praça Carlos de Castro), Jundiaí (9 horas, Praça Nossa Senhora do Desterro), Limeira (8 horas, concentração em frente ao INSS, seguida de caminhada), Matão (9 horas, em frente à Igreja Matriz), Mirante do Paranapanema (8 horas, Praça Sebastião Farias), Osasco (9 horas, Largo de Osasco, próximo à estação da CPTM), Piracicaba (6h30, Terminal Central de Integração), Presidente Prudente (8 horas, concentração na Rotatória Museu e caminhada), Registro (16 horas, Praça Joya), Ribeirão Preto (11 horas, em frente à Câmara Municipal), Salto (7 horas, em frente à Apeoesp), Santos (17 horas, em frente à Estação Cidadania), São Carlos (11 horas, Praça do Mercado Municipal), São José dos Campos (11 horas, Praça Afonso Pena), Sorocaba (8 horas, concentração em frente à Apeoesp. O ato político será às 10 horas, na Praça Coronel Fernando Prestes), Ubatuba (14 horas, Praça Bip – Feira de hortifruti), Vale do Ribeira (6 horas, em frente à Mosaic Fertilizantes, em Cajati)

Sergipe

Em Aracaju, vários protestos ocorrerão várias mobilização desde a madrugada e em todo o turno da manhã. O ato políticos começa às 15 horas, na Praça General Valadão.

Tocantins

Em Palmas, o ato começa às 8 horas, na Avenida JK, próximo ao Colégio São Francisco. Gurupi faz manifestação a partir das 16 horas no Parque Mutuca.

A CUT tem um site específico para quem quiser acompanhar a movimentação contra a reforma da Previdência, o Reaja Agora. Além do noticiário sobre manifestações e o andamento da emenda no Congresso, o site tem uma calculadora e todos os detalhes da emenda que atentam contra os direitos dos trabalhadores.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.