Menu fechado

Por uma arte independente

Cartaz da comemoração dos 80 anos da Fiari.Café Filosófico #MAIS faz evento pelos 80 anos do Manifesto da Fiari

O Café Filosófico #MAIS, vai realizar neste sábado um evento comemorativo aos 80 anos do Manifesto por uma Arte Revolucionária Independente, escrito em 25 de julho de 1938 por Leon Trotsky e André Breton, pela criação da Federação Internacional da Arte Revolucionária e Independente (Fiari). Os organizadores programaram uma maratona de palestras e intervenções artísticas que começará às 15 horas e se estenderá até as 20 horas, na Rua Borges Lagoa, 170, em São Paulo. Além disso, a Usina Editorial lançará no evento o livro A Revolução na Literatura – A Literatura na Revolução, com nova tradução do Manifesto da Fiari e textos inéditos no Brasil, organizado por Suely Corvacho.

Participarão dos debates o sociólogo Michael Löwy, o jornalista José Arbex Júnior, a cantora e professora Mariana Mayor, que lecionou história do teatro brasileiro no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-Unesp) e a atriz Fernanda Azevedo, vencedora do 26º Prêmio Shell de melhor interpretação feminina e integrante da CIA Kiwi de Teatro. A mediação ficará a cargo do compositor e poeta Paulo César de Carvalho.

As intervenções artísticas durante o evento terão a participação de Carlos Ricardo, figura importante do movimento de artistas e hoje diretor do Sindicato dos Artistas de São Paulo, do cantor e compositor Guilherme Vasquez e da Banda Jazz Renato Tião.

A Editora Boitempo estará presente com uma banca de livros.

Capa do livro A Revolução na Literatura – A Literatura na Revolução.A importância da liberdade artística permanece bem atual 80 anos depois de o poeta surrealista francês André Breton e o revolucionário russo Leon Trotsky lançarem o manifesto, na Cidade do México, propondo a construção da Federação Internacional da Arte Revolucionária e Independente, contra a proposta stalinista de arte dita “engajada” e o realismo socialista. A Fiari, criada às vésperas do início da 2ª Guerra Mundial, teve uma breve existência.

O Café Filosófico # MAIS, criado em 2017, tem promovido debates sobre questões polêmicas, sem uma periodicidade fixa. Sempre que surge um tema, professores, intelectuais e artistas se reúnem e convidam especialistas para debater com o público. As atividades planejadas e passadas podem ser acessadas na página do Café Filosófico # Mais no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *