Menu fechado

A Câmara dos Deputados está com o projeto de lei do Marco Civil da Internet para ser votado a qualquer momento. O Marco Civil regulamenta o uso da internet no Brasil e define direitos, deveres dos usuários e princípios gerais, dentre os quais a neutralidade da rede é o mais polêmico.

A internet no Brasil funciona da seguinte forma: o usuário contrata uma empresa de telecomunicações e paga por uma velocidade, que pode ser de 500 Kbps ou de até 12 Mbps! Então o usuário pode acessar qualquer sítio, assistir a vídeos, falar no telefone (Skype), usar o facebook e e-mail, independentemente da velocidade contratada. Isso é a chamada neutralidade da rede: contrata-se uma determinada velocidade e o acesso aos conteúdos da internet quem decide é você!

As grandes empresas de telecomunicações querem acabar com isso, sugerindo a quebra da neutralidade da rede! Segundo as teles, o usuário teria acesso somente a alguns conteúdos, como por exemplo e-mail e facebook. Quer acessar mais coisas na internet? Pague mais! Essa é a pressão que as teles fazem na Câmara dos Deputados. Elas pretendem criar a internet dos ricos e a dos pobres. Quem tem mais dinheiro, paga mais e acessa mais conteúdos.

O Marco Civil da Internet foi construído coletivamente, com contribuições da população, do governo e das empresas de telecomunicações. Não podemos deixar que a força econômica das teles destrua nosso direito de livre acesso à internet!

A INTERNET É NOSSA E NÃO DAS EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES!


Assine a petição por uma internet livre e democrática!

Você pode se interessar por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.