Menu fechado

Abertura Mario Pedrosa 120 anos

A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP) em parceria com o Instituto Rosa Luxemburgo, estreiam hoje às 19h a abertura oficial do trabalho Mario Pedrosa 120 anos. Transmitido pelas plataformas do Youtube e do Facebook da Fundação Perseu Abramo. Terá como debate desta noite às 20h – Mario Pedrosa: Fascismo, bonapartismo e as ditaduras brasileiras.

A programação completa estará logo abaixo junto com às mídias para acesso ao debate ao vivo.

Fundação Perseu Abramo 

Perseu Abramo Youtube

Projeto “Mario Pedrosa, 120 anos” em andamento

Projeto Mario Pedrosa, 120 anos – Identidade Visual.

O projeto “Mario Pedrosa 120 anos” que visa modernizar a preservação e difusão digital do Acervo do Centro de Documentação Mario Pedrosa do CEMAP-Interludium através do lançamento de um website, minidocs e exposições iconográficas sobre o legado e obras de Mario Pedrosa prossegue firme durante a pandemia.

Revista “Sociologias Plurais” lança dossiê “Mário Pedrosa 120 anos”

Mário Pedrosa no Chile, Cemap – Cedem/Unesp.

O programa de pós-graduação da UFPR (Universidade Federal do Paraná) lançou o dossiê “Mário Pedrosa, 120 anos” visando manifestar um maior conhecimento sobre a obra do intelectual. O Cemap-Interludium já está fazendo o projeto que realizará a preservação e difusão digital do Acervo do Centro de Documentação Mário Pedrosa. Com participação do Cedem-Unesp e PROAC (SEC-SP). O projeto pode ser conferido no link a seguir: https://cemap-interludium.org.br/cemap-interludium/projeto-mario-pedrosa-120-anos

Projeto “Mário Pedrosa, 120 anos”

Do livro “Mário Pedrosa Primary Documents”, Jornal da USP.

CEMAP-Interludium vence edital de Modernização de Arquivos. Conheça o projeto Mário Pedrosa, 120 anos, que realizará a preservação e difusão digital do Acervo do Centro de Documentação Mário Pedrosa (Cemap). Com participação do Cedem-Unesp e do PROAC (SEC-SP).

Realidade e opinião sobre a URSS: no apogeu e após a queda


Vito Letizia

Um exame crítico da visão da esquerda sobre a URSS nos anos 1940, a partir de uma palestra de Mário Pedrosa.

Em 1946 o jornal “Vanguarda Socialista”, criado por um grupo de militantes ex-comunistas e ex-trotskistas, publicou uma série de palestras sobre a Revolução russa e seus resultados, pronunciadas por Mário Pedrosa, jornalista e crítico de arte, antigo militante do Partido Comunista, depois da Oposição de Esquerda fundada por Trotsky, com a qual rompera em 1939.

Vale a pena comparar a impressão causada pela URSS triunfante do tempo de Stalin, mesmo entre militantes antistalinistas como Mário Pedrosa, com a perplexidade geral de hoje ante o desmoronamento inesperado daquela potência aparentemente imbatível.